Marketing

Você sabia que há dois caminhos para seguir com estratégia de marketing digital? Tudo depende do seu objetivo: resultados diretos ou consciência de marca. Ambos são conectados na teoria, porém, na prática, esses dois caminhos podem ser bem diferentes, sobretudo ao analisar quais ações de marketing digital investir. Vamos saber mais?

Estratégia de marketing digital: qual resultado você busca?

1920 1080 Leonardo Pereira

Você sabia que há dois caminhos para seguir com estratégia de marketing digital? Tudo depende do seu objetivo: resultados diretos ou consciência de marca. Ambos são conectados na teoria, porém, na prática, esses dois caminhos podem ser bem diferentes, sobretudo ao analisar quais ações de marketing digital investir. Vamos saber mais?

Estratégia de marketing digital

Imagino que você já saiba o que é uma estratégia de marketing digital ou como funciona o marketing digital. Caso não, vou descrever um pouquinho no próximo parágrafo. Caso sim, pule pro próximo tópico, tudo bem?

Bom, afinal, o que é marketing digital? É a forma de anunciar e promover uma marca, produto ou serviço na internet. Já as estratégias são os métodos que o levarão para o resultado que você busca. Simples, né? O que difere esse conceito do marketing tradicional é o uso dos diferentes canais online e as técnicas que permitem uma análise mais profunda e em tempo real.

Neste case de sucesso, por exemplo, ao implementar uma estratégia de marketing digital consolidada, nós conseguimos aumentar em 149% o faturamento de um parceiro e em 104% o tráfego do seu site. Isso em apenas 5 meses.

Como seguir com a estratégia de marketing digital

Bom, agora eu pergunto para você: o que você quer com sua estratégia de comunicação? Gerar leads? Solidificar sua marca? Aumento de tráfego? Mais faturamento? Relacionamento com clientes? Base de contatos? Afinal de contas: o que você quer na internet?

Ter essa resposta é super-mega-importante, pois ela é o fio que norteará suas ações. Todas essas perguntas se resumem em duas opções, como eu disse lá no início: resultados diretos e reconhecimento de marca.

E aí você pode me perguntar “Há problemas em querer os dois?”. Claro que não. Na verdade, é saudável para um negócio buscar ambos resultados e é completamente cabível ter sucesso nos dois caminhos. Mas quando falamos sobre a estratégia de marketing digital adotada é que as ações começam a se separar.

Estratégia de brand awareness

Esse nome bonito, brand awareness, é o conceito básico de reconhecimento de marca que engloba o posicionamento de marketing. Significa que suas ações de marketing digital serão voltadas para fazer sua marca ser lembrada e reconhecida pelo consumidor sempre que ele ver um produto, um objeto, uma cor… Um exemplo clássico é a Coca-Cola: quando você vê um caminhão vermelho, qual é a sua memória? Ou um copo de refrigerante de cola? Enfim… Claro que essa autoridade não é do dia para a noite ou com 12 posts mensais nas mídias sociais. É preciso ir além.

Para isso, pode-se usar: mídias sociais para falar com o consumidor, colocar sua marca nas redes e construir um relacionamento com seu público; blog com o intuito de divulgar conteúdos relevantes sobre o seu tema e demonstrar a sua autoridade no assunto; mídias de performance com foco total na promoção da filosofia da sua marca, suas ações socioambientais etc. Tudo depende de quanto tempo você quer investir para fazer a consciência da sua marca se solidificar.

Estratégia com foco em resultados

Você tá a fim de gerar leads, tráfego, vendas, contatos ou itens semelhantes? Então a sua estratégia de comunicação precisa estar focada em resultados diretos! Para isso, só tenho uma coisa a dizer: mídias de performance com iscas para conversão. Pensando em anúncios em diversas plataformas (Facebook, Instagram, LinkedIn, Google pesquisa, Google display, Twitter, YouTube, Gmail…), e-mail marketing, splash no site e, enfim, qualquer ferramenta que você tiver em mãos para colocar uma isca (do tipo: clique e acesse conteúdos ricos ou clique e ganhe desconto no produto) e capturar o contato desse lead ou fechar a compra.

Para fazer as mídias de performance serem ainda mais efetivas, é ótimo contar com parceiros como a RD Station, que permite automatização de todo o processo (de disparo de e-mails marketing à postagem em redes sociais) e ainda criação de splash, formulários, landing pages, campanhas. Além disso, é possível administrar sua base de leads e trackear todas as suas ações nas plataformas pontuando cada uma delas, disparando um e-mail quando ele se tornar um contato com pontuação relevante para você.

Vale lembrar que aqui estamos focados no digital, ok? Não discorro sobre as ações offline que podem (e devem) estar integradas às estratégia de marketing digital que você acabou de conhecer.

Se precisar daquela força para entender mais ou para consolidar sua estratégia de marketing digital, clique abaixo e fale com a gente.

Não é milagre! Definir as estratégias de marketing digital mais assertivas podem levar você a ter os mesmos resultados.

Estratégias de marketing digital: aumento de 149% do faturamento de um negócio

1920 1080 Leonardo Pereira

Não é milagre, juro! Essa nossa parceira, que nada mais é do que uma indústria de água de coco, viu seu faturamento subir 149% em 5 meses. Sabe como? Com estratégias de marketing digital consolidadas. Rolou de tudo: criação de um novo site integrado ao e-commerce, gestão das redes sociais, implementação de campanhas de mídia de performance com envio de e-mail marketing para a base de clientes. Vamos mergulhar nessa experiência?

Estratégias de marketing digital: o que é?

Com certeza você já deve saber como funciona o marketing digital. Mas se você quiser entender sobre os dois caminhos que podemos seguir estrategicamente, leia esse parágrafo. Caso não, pule pro case abaixo. 🙂

A estratégia de comunicação (ou marketing) digital é um conjunto de práticas que visa a promover a empresa, o produto ou o serviço. Se o foco for a marca da empresa (como páginas institucionais), aplicamos táticas de brand awareness a fim de aumentar a consciência de marca na mente do consumidor. Mas se o foco for no produto ou serviço, segmentamos a estratégia para uma venda mais direta.

São diversas as formas de aplicar estratégias de marketing digital: marketing de conteúdo, e-mail marketing, mídias sociais, mídias de performance (Ads), entre outros. Esse é um assunto beeeeem extenso. Se quiser tirar suas dúvidas ou saber mais é só clicar no formulário embaixo do texto e entrar em contato com a gente. 

Como uma empresa aumentou 149% seu faturamento

Agora vamos ao case, né? Esse negócio é um produtor de água de coco natural, com vendas B2B e B2C. A estratégia de marketing digital teve os dois focos: brand awareness (para que o público se identificasse com a filosofia da marca e tivesse seu produto como referência) e venda direta (para fechar compras, de fato). Para fazer com que essas estratégias dessem certo, algumas ações de marketing digital foram seguidas. 

Primeiro, fizemos o processo de entender o site do cliente e sanar as dores: implementar os códigos com foco em SEO para otimizar o rankeamento nos buscadores, deixar o e-commerce mais intuitivo e conectar o site com o Analytics, para rastrear o consumidor no site e corrigir possíveis abandonos do carrinho por falha técnica.

Depois, partimos para ação nas mídias sociais do cliente, então foi preciso construir um planejamento estratégico para as redes, entendendo quais eram as personas que deveríamos atingir com a nossa estratégia e as métricas de sucesso, definir bases que tivessem a essência da marca e que cumprissem seu papel essencial no Inbound Marketing (tanto na venda direta, quanto no brand awareness) e entender o tom de voz da marca e a maneira de falar em uníssono em todas as plataformas.

Seguido da ação das mídias sociais, começamos os trabalhos de mídias de performance. A partir das personas e da análise dos dados prévios, pudemos entender quais eram as melhores plataformas para atacar. No caso desse parceiro, utilizamos: Facebook Ads, Instagram Ads, Google Ads (pesquisa e display) e campanhas de e-mail marketing. Após esse passo, desenvolvemos um novo planejamento estratégico com foco nos Ads, elencamos nossas métricas de sucesso, buscamos os públicos da plataforma, desenvolvemos as artes, construímos as landing pages, os conteúdos relevantes e botamos as campanhas para rodar!

Os resultados não poderiam ser diferentes: aumento do faturamento em 149% em 5 meses e aumento de 104% de tráfego no site.

E aí? Pensou na sua estratégia digital? Você cumpre todos os passos? Se precisar daquela mãozinha, é só chamar! Você também pode ser um case de sucesso da Prod.

Você já usa o WhatsApp Business? Não?! Então é bem provável que esteja perdendo vendas. Mas calma que cheguei para ajudar. Bora descobrir um pouquinho mais sobre essa ferramenta e como ela pode ajudar sua estratégia de Marketing ser mais efetiva?

WhatsApp Business como estratégia de Marketing

1920 1080 Leonardo Pereira

Você já usa o WhatsApp Business? Não?! Então é bem provável que esteja perdendo vendas. Mas calma que cheguei para ajudar. Bora descobrir um pouquinho mais sobre essa ferramenta e como ela pode ajudar sua estratégia de Marketing ser mais efetiva?

O que é WhatsApp Business?

Bom, quem não usa o WhatsApp não é mesmo? Neste momento, com certeza, você deve ter umas mensagens não lidas chamando sua atenção. O WhatsApp Business, ou WhatsApp Empresarial, nada mais é do que a versão do app que fornece ferramentas para o empreendedor automatizar, classificar e responder rapidamente as mensagens que chegam com interesse no seu produto. Viu, porque eu disse que você pode estar perdendo vendas?

WhatsApp Business é um aliado do negócio

Sabe por que ele é um aliado? Simplesmente, porque é uma ferramenta poderosa que permite um maior controle de seu perfil comercial dentro do aplicativo. Agora, você deve estar se perguntando “como funciona o WhatsApp Business?”
Bom, para as pequenas empresas, o WhatsApp Business promove uma maior conectividade com os clientes, além da possibilidade de criar um catálogo para divulgar alguns produtos e serviços que são oferecidos pela organização.
Já para empresas de médio e grande porte, o uso da ferramenta pode auxiliar, por exemplo, em um suporte mais personalizado para o cliente e no envio de informações importantes.
Ainda é possível incluir dados que podem ser relevantes para facilitar o contato com os clientes, como: nome da empresa, site, segmento, endereço e horário de atendimento.
No geral, esse alcance pode representar uma grande divulgação da marca, aumentar suas vendas e reter seus clientes. Porém, é preciso adaptar os seus processos à plataforma e entender que é preciso cuidado na forma de se comunicar, afinal, a comunicação direta pode estreitar as relações ou estragar uma venda.

Mensagens programadas e métricas

O aplicativo ainda conta com um bot para deixar, por exemplo, mensagens de boas-vindas para a pessoa que entrar em contato, ou avisar que a empresa funciona em horário comercial e que o contato será retornado assim que possível.
Outro ponto interessante é ter relatórios de quem recebeu as suas mensagens, os que abriram e ainda dados sobre os clientes que clicaram em links enviados pela conta profissional.
O aplicativo é gratuito para download e o interessado pode baixar pela PlayStore. A plataforma só está disponível para os usuários do sistema Android e ainda não há a possibilidade de instalar o app para o sistema iOs.

Presença digital

Estreitar o relacionamento com o seu cliente, principalmente com o auxílio de ferramentas como o WhatsApp, é necessário para a prestação de um serviço mais simples, assertivo, de qualidade, ágil e agradável.
Agora deu para entender o quanto é importante ter uma marca conectada e com uma boa estratégia dentro do mundo digital? E, mais do que isso, como é vital ter uma boa forma de comunicação nessa plataforma?
Se você estiver precisando de uma mãozinha para alavancar esse processo, complementar o serviço de bot, como configurar WhatsApp Business ou apenas uma consultoria, vamos ter um papo. A Prod com certeza é a parceira que você está precisando.

A presença digital se tornou um pré-requisito básico, afinal, existir no mundo virtual é tão importante quanto oferecer um ótimo serviço/produto. Sendo assim, uma agência digital é uma boa parceira para entregar resultados de mídias de performance.

Mídias de performance: alcance melhores resultados com agência digital

1920 1080 Leonardo Pereira

A presença digital se tornou um pré-requisito básico, afinal, existir no mundo virtual é tão importante quanto oferecer um ótimo serviço/produto. Sendo assim, uma agência digital é uma boa parceira para entregar resultados de mídias de performance.

Mas por que investir em mídias de performance?

Uma pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojista), publicada no fim do ano de 2019, revelou que 97% dos internautas no Brasil possuem o costume de buscar informações na internet antes de realizar compras. Isso enfatiza ainda mais a importância de se conquistar um espaço no meio digital.

Alcançar esse tipo de posicionamento de marca requer dedicação e conhecimento técnico. A performance de uma empresa exige um bom planejamento estratégico que associe práticas de social media, e-mail marketing, produção de conteúdo, SEO e, ainda, mídias pagas (ou mídias de performance).

Como elas funcionam?

Basicamente, as mídias de performance funcionam a partir da criação, execução e monitoramento de campanhas que envolvam a compra de mídia. Essas campanhas são feitas por meio de anúncios veiculados via Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter, Google, entre outras redes.

Lidar com esse tipo de mídia exige um conhecimento técnico e estratégico, específicos de profissionais da área de marketing. Existem diversos detalhes que precisam de atenção e que podem impactar diretamente nos resultados da campanha. É justamente nesse ponto que as agências digitais se destacam.

Recentemente, fizemos um texto especial de um case de sucesso aqui da Prod, em que conseguimos entregar para uma multinacional do ramo farmacêutico 97% a mais do resultado estimado por eles de cadastros no seu portal com campanha de leads no Facebook, Google e LinkedIn.

Vantagens de se contratar uma agência para mídias de performance

Você deve estar se perguntando “por que eu devo contratar uma agência digital para fazer isso?” As agências de marketing digital facilitam o acesso às performances profissionais e de ótimos resultados. Aqui vão 5 vantagens de se contratar serviços de uma agência de marketing:

1. Qualificação Profissional
As agências de marketing digital se preocupam em manter um time de profissionais atualizados, com mente aberta e bom conhecimento técnico para lidar com as ferramentas complexas que vão desde design de artes visuais até automação e análise de dados. E, afinal, manter um departamento de marketing bem-sucedido dentro de uma empresa pode apresentar um custo maior do que o esperado. É preciso investir em profissionais, ferramentas, cursos e até mesmo equipamento. Enquanto isso, as empresas que atuam com marketing digital oferecem pacotes com produtos de comunicação e publicidade mais acessíveis e completos. Aqui na Prod, por exemplo, temos 4 ferramentas específicas: para monitoramento dos Ads, para geração de leads, para fluxo de trabalho e para geração de relatórios.

2. Qualidade no uso e tratamento de dados
Uma das coisas mais importantes dentro das mídias de performance é a análise de dados. Portanto, saber usá-los e entender como impactam seus resultados, atuais e futuros, é um diferencial. O retorno das campanhas de marketing é base de criação de novas estratégias de marketing digital para crescimento. Ferramentas e pessoas especializadas nessa área são essenciais para o sucesso da campanha. Um grande exemplo recente foi um cliente que não entendia nada sobre mídias de performance. Então, para ele, elaboramos um relatório todo especial, ensinando sobre cada métrica e aliando esses conceitos com os resultados que estávamos entregando!

3. Tempo
Planejar estratégias, criar conteúdo, publicá-los, monitorar resultados e gerar relatórios periodicamente compõem uma demanda enorme de trabalho. Quando se tem uma agência para pensar e executar isso por você, as preocupações diminuem e o tempo disponível para outras atividades aumentam.

4. Experiência e Adaptabilidade
O volume de trabalho que uma agência executa amplia sua experiência no mercado que se modifica constantemente. Indo mais longe, a partir de uma visão externa, que muitas vezes pode ser mais clara que a interna, ela identifica sua necessidade e adapta o serviço ao seu orçamento, prazo e objetivos. Afinal, nós aqui da Prod estamos sempre presentes nos maiores eventos de marketing digital para absorver as novidades do mercado e experiências de outras empresas da área.

Bom, deu para perceber que os resultados dependem de um processo que demanda muita energia, conhecimento e assertividade nas tomadas de decisões estratégicas para o seu investimento.

Encontrar uma agência que se encaixe no seu perfil e seja parceira é essencial para que você consiga alcançar sua melhor performance. Então, se você quiser conhecer mais sobre nosso trabalho e conversar sobre o seu caso, vamos bater um papo.

Um dos grandes pontos positivos de utilizar mídia de performance é a possibilidade de conseguir leads - independentemente da plataforma utilizada. Para exemplificar, vou contar um case de sucesso aqui da Prod em que uma multinacional do ramo farmacêutico conseguiu gerar mais de 9 mil cadastros para o seu portal com campanha de leads no Facebook, Google e LinkedIn. Bora?

Como uma multinacional gerou 97% a mais de cadastros no portal

1920 1080 Leonardo Pereira

Um dos grandes pontos positivos de utilizar mídia de performance é a possibilidade de conseguir leads – independentemente da plataforma utilizada. Para exemplificar, vou contar um case de sucesso aqui da Prod em que uma multinacional do ramo farmacêutico conseguiu gerar 97% a mais do número de cadastros no seu portal com campanha de leads no Facebook, Google e LinkedIn. Bora?

Primeiro, o que é lead?

Em curtas palavras, são seus potenciais leads aquelas pessoas que demonstram interesse no seu produto ou serviço, ou seja, o potencial cliente do seu negócio. Com uma boa segmentação das mídias de performance, é possível criar uma rede de contato qualificada que está a fim de investir dinheiro e tempo na sua solução.

Você quer gerar inúmeros cadastros para o seu portal? Então, sim! Você está no caminho certo. Mas primeiro é preciso saber: o que é mídia de performance?

Mídia de performance

Mídia de performance e marketing de performance: ambos termos designam campanhas digitais de compra de mídia feitas por meio de plataformas de redes como o Facebook, Instagram, LinkedIn, etc. Essa modalidade, porém, possui alguns pontos bem específicos, vou listá-los abaixo:

1. É possível escolher o objetivo da campanha com base no que você busca como resultado: conversão, clique, reconhecimento de marca, engajamento do público, etc.

2. Os resultados podem variar imensamente dependendo do orçamento investido, tempo de performance gasto e como o público vai se relacionar com o anúncio.

3. A segmentação do público que será impactado precisa ser minuciosamente selecionada, pois como essas campanhas são pagas por resultados, você pode acabar gastando com as pessoas que não são seu alvo.

4. Todos os resultados são mensuráveis: você consegue ter a visão de quem clicou no anúncio, abriu a página de cadastro e finalizou o cadastro, por exemplo. Ou seja, consegue ter a métrica exata da desistência, de clique, de alcance… Incrível, né?

Como gerar cadastros para o seu portal?

Bom, agora chegamos na parte maneira! Uma parceira multinacional do ramo farmacêutico chegou com uma demanda bem específica: gerar um número específico de cadastros para um portal próprio com conteúdo relevante para o seu público-alvo utilizando a plataforma do LinkedIn Ads, Google Ads e Facebook Ads. Nós adoramos um desafio, né?

Então, para atingir o número de cadastros esperados pelo cliente, calculamos uma média de resultados, elaboramos uma estratégia de ataque e partimos para a ação! Desenvolvemos diferentes peças para os formatos de anúncio disponíveis na plataforma (carrossel, estático, gif…), fizemos a segmentação fundamentada na base de contatos enviada e subimos a campanha com o enfoque em geração de leads/cadastros!

O resultado foi incrível: nós conseguimos gerar 97% a mais do número de cadastros proposto pelo cliente, foram mais de 390k de pessoas impactadas pela campanha e um CPR muito menor do que foi estipulado no contrato. Ou seja: case de sucesso!

Claro que isso só foi possível com muito trabalho de monitoração e criação da nossa equipe de Mídias de Performance, que é especialista quando o assunto é resultado.

Acho que deu pra perceber que as mudanças acontecem tão rápido quanto se pode imaginar e encontrar um parceiro de verdade para essas mudanças é essencial. Se você quiser conversar sobre o seu problema, clique abaixo, e vamos bater um papo. 😉

Já divulgamos um texto em que falamos das tendências para 2020 sobre a gestão de pessoas e processos. Mas, claro, não poderíamos deixar de falar sobre as tendências para as operações de marketing digital. Vamos nessa?

Especial 2020: 5 tendências para operações de mkt digital

1920 1080 Leonardo Pereira

Já divulgamos um texto em que falamos das tendências para 2020 sobre a gestão de pessoas e processos. Mas, claro, não poderíamos deixar de falar sobre as tendências para as operações de marketing digital. Vamos nessa?

Tendências para marketing digital

Seja na RD Summit, livros, artigos ou acompanhando Top Voices do LinkedIn, já é possível sacar quais tendências irão (me perdoe o trocadilho rs) pipocar para operações de marketing digital em 2020. É essencial ficar alerta e, ao longo do texto, faça um teste de autoconsciência: você está preparado para o que está vindo por aí?

5 tendências que estão ganhando força

1: Analytics
Ferramentas para analisar, como o Google Analytics, nunca foi tão essencial! Você acompanha o tráfego do seu site? Analisa as páginas mais acessadas? Tira insights dos resultados obtidos? Se não, é melhor começar a repensar o uso dessa ferramenta tão poderosa. Com o aumento da tendência de business intelligence, ou seja, muita análise para decisões assertivas, softwares de análise estão ganhando, cada vez mais, uma posição de destaque nas operações de marketing digital. Isso porque eles apresentam dados concretos sobre o desempenho do movimento das pessoas no seu site.

2: Integração de ferramentas
Quer otimizar tempo? Faça a integração das suas ferramentas, sejam elas de criação (como as ferramentas Adobe que hoje são completamente integradas) ou de gestão de projetos e mídias (Trello, Harvest, Clockify, RDstation, Salesforce, mLabs e outras). O ideal é que tudo funcione com automação, em que o sistema saiba que determinadas ações devem encadear outras em diferentes ferramentas. Se tempo é dinheiro, integrar suas ferramentas pode dar um ganho no tempo gasto em demandas.

3: Explore o LinkedIn
Você pode me falar: “Léo, o LinkedIn é uma tendência faz tempo, né?”. Sim, claro. O LinkedIn está em foco nas mídias há algum tempo. Entretanto, o jeito de usá-lo está se adaptando. Observando o crescente aumento da presença de CEOs e diretores na plataforma, devido à força que os Top Voices estão ganhando, comece a repensar o uso de Ads, ou seja, mídias de performance para atrair contatos de lá. Claro, se fizer sentido para a sua persona.

4: Audio Marketing
Tenho certeza que você ouviu ao menos 1 podcast ao longo do ano. Eles estão com tudo! Mas é claro que o Audio Marketing não se limita a isso. Cada vez mais estamos vendo a disseminação de Cortanas, Siris e Alexas que são acionadas por comando de voz. Para quem achou que o rádio sumiria, aí está: tudo se adapta. Seja no formato de audiobooks, podcasts, mídias sonoras, audiogramas… Edney Interney, Diretor Acadêmico da Digital House Brasil, já deu o papo na RD Summit: se até então estávamos na era dos likes (que está em declínio, certo?), entraremos na era da voz. Que tal começar a olhar para esse mercado?

5: Humanização
Humanize o marketing da sua empresa! Coloque o rosto das pessoas, conte histórias e inspire sua audiência com bons hábitos. Compartilhe seu produto sem ser invasivo buscando um olhar humano daquela situação. Pessoas se identificam com pessoas, não com máquinas. Claro, não deixe de explorar todos os lados da rede social. Mas a questão aqui é levar humanidade para cada publicação e, assim, entregar mais do que um simples conteúdo.

Se durante seu teste de autoconsciência você detectou falhas na sua operação de marketing digital, vamos trocar uma ideia! Temos várias soluções para integrar nossos clientes com as novidades do mercado.

Destacar o ramo de atuação, a missão, visão e valores também é importante para garantir o sucesso de uma indústria.

Presença digital para o setor industrial

1920 1080 Convidad@

Sabemos que a presença digital é importante para os negócios. E isso não é diferente para o setor industrial, afinal, informações, compras e divulgação da marca fazem parte do posicionamento online.

Além de fortalecer a marca, o mundo digital também proporciona ótimas experiências ao cliente, que o atraem de forma gradual. Assim, os ganhos da empresa são cada vez maiores e mais mensuráveis.

Desta forma, desde indústrias de alimentos até de automação industrial, que faz produtos como inversor de frequência, o universo digital tem inúmeras possibilidades de desenvolvimento de marca para oferecer. Veja alguns exemplos:

Awareness

Um dos principais pontos que uma indústria deve ter em mente ao investir na sua presença digital é justamente o awareness de sua marca. Afinal, os canais online contribuem com o reconhecimento da empresa, levando ao seu público-alvo novas formas de obter informações a respeito do negócio.

Além disso, com as estratégias certas no ambiente digital, é possível tornar a indústria cada vez mais presente no seu segmento, mercado e até no dia a dia do consumidor final. Assim, será muito mais fácil ser lembrada pelas pessoas em momentos decisivos de conversão que impactam o negócio.

Imagine só uma empresa de blindagem de carro que apresenta aos seus potenciais clientes conteúdos relevantes sobre o assunto utilizando um blog da marca. Como consequência, o público terá uma identificação muito mais fácil com a empresa e poderá vir a contratar seus serviços ou produtos.

Um outro ponto importante são as técnicas de SEO (Otimização para Mecanismos de Busca), pois ajudam na posição do seu conteúdo, e consequentemente, dos seus produtos dentro dos maiores buscadores da web, como o Google, aumentando o reconhecimento da marca.

Posicionamento

Destacar o ramo de atuação, a missão, visão e valores também é importante para garantir o sucesso de uma indústria. Por conta disso, a presença digital é uma grande aliada na hora de firmar o posicionamento da marca, algo de extrema importância nos dias de hoje.

Mostrar-se engajado em objetivos e ideias faz com que o público desenvolva empatia e semelhança com o negócio, contribuindo para um relacionamento mais estreito entre ambos. Desta forma, as ações digitais também podem atuar fortemente com o awareness da empresa.

Atendimento online

Existem diversas possibilidades de atendimento, que você pode fazer pelo seu próprio site, plataforma ou redes sociais, ou mesmo integrar tudo isso em um único local, como a Huggy. Assim, é possível utilizar telefones, e-mails, bots, SAC, FAQs, chats, entre outros.

Por isso, investir em canais de comunicação e atendimento colocarão qualquer negócio um passo à frente dos concorrentes.

Esses são só alguns dos benefícios que a presença digital garante para as indústrias. Assim, como você pode perceber, é imprescindível investir neste mercado e fazer com que a marca tenha estratégias alinhadas aos seus objetivos de comunicação e sucesso empresarial.

Como você gerencia os canais de contato das suas redes sociais?

SAC nas redes sociais

1920 1080 Marcela Lisbôa

Se você ainda oferece somente o 0800 como forma de atendimento aos seus clientes, está na hora de rever os seus conceitos. Afinal, não dá mais para fugir do mundo digital, pois os consumidores da sua marca estão online. É aí que surge a oportunidade do SAC nas redes sociais.

O avanço da tecnologia transformou as relações entre empresas e clientes. Então, por mais que uma marca tenha o objetivo de manter perfis institucionais nas redes sociais, ela precisa atentar-se aos canais de contato que pode ter com quem mais importa. Aliás, não só aos canais, mas também ao que o seu público está dizendo e compartilhando na rede. Assim, será possível encontrar oportunidades de relacionamento únicas e oferecer um atendimento muito mais personalizado. Como consequência, gerará mais empatia com a marca e clientes mais satisfeitos.

Tudo o que eu estou te dizendo é conhecido como SAC 3.0. Ele é responsável por expandir e transformar a experiência de atendimento ao consumidor. Com este novo conceito, as empresas ganham um papel ativo no relacionamento. Assim, passam a interagir de forma mais eficiente com seu público, conhecendo suas preferências e identificando aberturas de abordagem.

Quer uma dica de onde estão as oportunidades?

Canais de SAC nas redes sociais

Chats, direct messages, publicações, comentários, tweets, vídeos, memes, sticks, stories, avaliações… A lista não para de crescer!

São diversos os pontos de contato que as redes sociais oferecem para as marcas e clientes. Por isso, devem ganhar atenção especial para garantir a eficiência do seu SAC.

Como você pode notar, alguns dos canais que eu citei são específicos de algumas redes sociais, como Twitter e Instagram. Além disso, há formas mais comuns utilizadas pelos clientes, como os chats e directs. Contudo, nenhum canal deve ser excluído do seu plano de atendimento. Ainda mais se você pretende aproveitar oportunidades estratégicas de falar da sua marca ou produto.

Já pensou se a decisão de compra está em uma dúvida que o cliente twittou? Se o seu concorrente for ágil e proativo em responder e você ainda não investir neste modelo de atendimento, terá grandes chances de perder uma conversão.

Mas então eu preciso estar presente em todas as redes sociais?

Nós entendemos que nem todas as marcas têm condições estratégicas de manter perfis em todas as redes sociais. Então o mais importante é identificar onde o seu público está centralizado e focar sua comunicação naquelas redes específicas, fazendo um monitoramento constante dos pontos de contato.

Inclusive, esse é um serviço que faz parte da rotina do marketing digital feito pela Prod. Nós utilizamos ferramentas específicas para realizar o atendimento dos nossos clientes, encantar os usuários e trazer mais resultados para as marcas.

O que você acha de eu te contar algumas das ferramentas que nós conhecemos para otimizar o seu trabalho de SAC nas redes sociais?

Ferramentas para redes sociais

Monitoramento: As ferramentas de monitoramento, como a Agorapulse, Hootsuite e Scup, permitem que você veja e analise em tempo real tudo o que estão falando a respeito de um assunto. Assim, com as regras de monitoramento definidas, você pode identificar oportunidades de interação, críticas ou problemas e atuar de forma rápida. Algumas ferramentas ainda sugerem influenciadores para a sua marca.

Chatbots: Utilize a inteligência artifical para interagir com seus usários. Neste caso, nós construímos trilhas de diálogo para ensiar o bot a conversar com seus clientes.

Integração: Que tal atender em todas as redes sociais, mas de um só lugar? As ferramentas de integração, como a Jivochat, permitem que você receba mensagens de todos os seus perfis em um só lugar. Assim, são ideais para negócios online.

Gestão: Gerenciar seus conteúdos e mensagens de forma prática é muito importante para otimizar o seu atendimento online. Para isso, há desde as próprias ferramentas de gestão das redes sociais, como o Facebook Business, como ferramentas do mercado: mLabs, Postgrain e RD Station Marketing.

Agora que você chegou até aqui, certamente consegue avaliar com mais propriedade como está o seu SAC nas redes sociais. Assim, já sabe qual deve ser seu próximo passa para melhorar o seu relacionamento com o consumidor.

Ficou com aquela curiosidade para conhecer algumas dessas ferramentas? Nós temos parcerias especiais e podemos te ajudar na implementação de um sistema de SAC mais avançado. É só falar com a gente!

O público está nas redes sociais, online, consumindo e buscando informações, serviços e produtos.

Você investe nas redes sociais certas?

1920 1080 Marcela Lisbôa

Você já sabe que o brasileiro passa quase 4 horas por dia usando, pelo menos, uma rede social, certo? Pesquisas apontam que o número de usuários de redes sociais aumentou em 7% no último ano, só no Brasil. A pergunta é: você está investindo nas redes sociais certas para o seu negócio? Vamos descobrir!

Conheça as principais redes sociais utilizadas no Brasil para saber em qual delas investir:

Redes sociais para apostar

Facebook: a rede social dominante no mundo. São mais de 2 bilhões de pessoas conectadas por meio dele. Além do grande público, ele é especial por causa da possibilidade de criar uma página para a sua empresa com diversos recursos que te auxiliarão a melhorar os resultados online.

Instagram: 800 milhões de contas ativas. Este é o número de perfis na rede social. No Instagram, os usuários buscam por fotos e vídeos de significado e relevância. Por isso, além de trabalhar o aspecto visual, gerar empatia por meio do seu conteúdo é fundamental. Além disso, você pode explorar os recursos de negócios para impactar seu público da maneira certa.

Twitter: o berço de memes da internet tem mais de 330 milhões de usuários e ganhou destaque no último ano pelo seu crescimento. Além das possibilidades de anúncio, o Twitter permite a utilização de bots e faz uso de hashtags de maneira inteligente para campanhas.

Youtube: a segunda maior rede social do mundo e funciona, até mesmo, como um buscador. Porém, ele permite a publicação apenas de vídeos e este tipo de conteúdo requer maior produção. Para a publicidade, suas formas de anúncio são muito eficientes e podem alavancar uma campanha.

Linkedin: uma rede social voltada para profissionais e, por isso, tem conteúdos mais focados. Em crescimento constante, ele é um excelente canal para você conversar com possíveis colaboradores e encontrar os profissionais ideais para o seu negócio. Há a possibilidade de anúncios se você trabalhar com uma área de interesse do mercado profissional, como estudos e livros, por exemplo.

Pinterest: um grande catálogo de ideias, é assim que o Pinterest se define. Um reduto dos projetos e produtos mais criativos! Por isso, atrai artistas, designers e curiosos que se interessam pela área. Produzir conteúdo para essa rede social, é uma missão que demanda entendimento total de público. Moda, decoração e culinária são os assuntos com maior público e o Brasil está, em número de acessos, no top 5 países. Pensando que 71% dos usuários são mulheres, é saber porque vale a pena investir nessa plataforma.

Vero: criada em 2015, essa é uma rede social ainda desconhecida pelos brasileiros. Porém, vale ficar de olho, porque ela funciona sem algoritmos e está chamando atenção, cada vez mais, dos usuários. Então, vale a pena baixar o app, fazer uma conta e se familiarizar com a plataforma.

Quora: foi lançada em 2009, mas está ganhando força no Brasil. Essa rede social é, basicamente, um lugar para fazer perguntas e tê-las respondidas por qualquer pessoa ao redor do mundo! Pense nessa plataforma como uma oportunidade para divulgar seu serviço ou produto.

Outras plataformas

As redes de conversação também são uma boa aposta para o seu negócio, principalmente para utilizar como ferramenta de CRM. Oferecer canais de comunicação é uma forma de aproximar-se do seu público, garantir um atendimento personalizado e eficaz.

WhatsApp: no Brasil, o WhatsApp é o chat mais utilizado pela população digital. Empresas de inúmeros segmentos já utilizam o app como ferramenta de comunicação com o cliente. E até usam bots para isso. Recentemente falamos sobre o WhatsApp Business, sendo uma excelente opção para quem deseja trabalhar com ele.

Facebook Messenger: o Facebook Messenger acompanha o Whatsapp em número de usuários no mundo. Mas, fica em segundo lugar quando o assunto é a população brasileira. Interligado com a plataforma do Facebook, ele permite que você interaja de maneira privada com os usuários, elabore bots e até faça SAC por meio dele.

Agora você já sabe quais são as redes sociais mais impactantes, inclua ações nessas plataformas para melhorar a sua comunicação! Planeje conteúdos, monitore e analise as informações para adotar estratégias cada vez mais assertivas. Ah, e, se precisar de uma ajudinha, pode contar com a gente! ?

Você já esteve em alguma situação em que pensou “cara, isso precisava ser aprovado mais rapidamente” ou “esse projeto precisa estar rodando na próxima semana e ainda estamos em fase de testes”? Bom, então venho dar ótimas notícias: o Lean UX pode ajudar você nessa missão impossível. Vamos descobrir como?

Aplicando o Lean UX no seu ambiente de trabalho

1920 1080 Leonardo Pereira

Você já esteve em alguma situação em que pensou “cara, isso precisava ser aprovado mais rapidamente” ou “esse projeto precisa estar rodando na próxima semana e ainda estamos em fase de testes”? Bom, então venho dar ótimas notícias: o Lean UX pode ajudar você nessa missão impossível. Vamos descobrir como?

O que é o Lean UX?

O Lean UX significa literalmente “UX magra”. Esse sentido parte da ideia de que essa é uma metodologia de trabalho “mais magra”, ou seja, com processos menores e mais fáceis de aplicar ao comparar com outras metodologias disponíveis. Isso porque seus processos não demandam tanto tempo dos envolvidos.

Ela surgiu para diminuir os ruídos na comunicação entre os desenvolvedores e os designers. Pois é muito comum em agências o seguinte cenário: o designer constrói todo o projeto sem trocar ideias sobre o funcionamento desse com o desenvolvedor. Então, há toda uma aprovação com o cliente, passando pelas fases anteriores de ideação e criação. Quando o projeto chega no desenvolvedor, há erros processuais ou ideias que não são possíveis de aplicar com as tecnologias disponíveis.

Esse gap pode gerar perdas de tempo e de dinheiro para a empresa, afinal, excesso de ajustes podem impactar diretamente no produto final. Aqui na Prod, nós seguimos os conceitos do Design Thinking e do Design Sprint, aliados com o Lean UX, mas é sempre bom ficar antenado nas novidades, aprender novos conceitos e construir ou adaptar uma metodologia que seja eficaz para a sua situação. Então, vamos entender como funciona o Lean UX?

Como funciona?

Seu funcionamento é simples e exige apenas a união de todos os times envolvidos nos processos (desde o Comercial, passando pela Criação e finalizando nos Dev’s). Podemos, por exemplo, ao invés de pensar durante horas para definir um fluxo de navegação de um site, podemos desenhar as ideias em um quadro branco, chamar os envolvidos e conversar sobre ele. O importante aqui é coletar o feedback de todos, pois é extremamente mais simples fazer alterações no projeto quando ele ainda está no “plano das ideias”.

O Lean UX é dividido em pequenos ciclos formados por “descobrir, definir, desenvolver, entregar”. “Descobrir” é o momento inicial para fazer a imersão no projeto, entender as necessidades dos usuários, analisar o mercado e os produtos similares. “Definir” é a fase em que os times refinam todas as informações que já foram coletadas e propõem alternativas para suprir as necessidades encontradas. Então, parte-se para a fase “Desenvolver” em que são coletadas as melhores ideias e coloca-se a mão na massa para que os protótipos ganhem vida. A última fase, “Entrega”, são os testes com os usuários finais do produto e isso é vital para colher os feedbacks deles para que seja gerada a última versão com ajustes refinados e alinhados com as expectativas. O legal é que, por ser uma dinâmica mais rápida, sobra tempo para mais uma rodada neste ciclo, afunilando ainda mais o projeto.

Dicas para aplicar o Lean UX no seu ambiente de trabalho

Bom, agora que você já entendeu o Lean UX, tenho certeza que você deve estar se perguntando “Léo, eu trabalho com Contabilidade, como essa metodologia pode me ajudar?”. Então, calma! Vou explicar com algumas dicas:

Faça a imersão: seja em qualquer área de trabalho, toda demanda exige imersão. Você precisa entender o que está sendo pedido e o que já foi feito por esse problema, seja internamente ou externamente. Compartilhe as dúvidas com seu time, mais cabeças pensam melhores que uma sozinha.

Pense sobre as soluções: ao compartilhar seu problema com o time inteiro, você conseguirá refletir a respeito das soluções indicadas. Você provavelmente conseguirá olhar a demanda de uma forma diferenciada.

Desenvolva a partir das ideias: tudo o que foi dito foram conceitos que estão no “mundo das ideias”. Bote a mão na massa e desenvolva sua demanda a partir das ideias. Ao enxergar o problema mais claramente, as respostas virão de maneira que vai soar intuição.

Teste!: aqui na Prod temos a filosofia de testar tudo o que será veiculado – de um site à uma campanha de Ads. Tudo precisa ser testado para ver se, de fato, dará certo. Caso não dê, volte do início e busque pessoas diferentes para compartilhar seu problema. Caso dê certo, tente achar brechas que possam levar a futuros erros.

Bom, o problema pode ser individual ou coletivo. Você pode chamar algumas pessoas ou um time inteiro! Depende da demanda e de quão complexa precisa ser a solução dela. Que tal experimentar? Conte pra gente o resultado!