Funil de vendas em Y: inbound e outbound

Funil de vendas em Y: inbound e outbound

1920 1080 Marcela Lisbôa

A evolução do mercado digital trouxe muitas técnicas inovadoras de vendas que não podem mais ser ignoradas por negócios que querem conquistar novos clientes e crescer. Uma das metodologias mais conhecidas é o funil de vendas que, agora, ganhou uma nova versão: o Funil de Vendas em Y.

Mas antes de falarmos sobre essa nova forma de abordagem, vamos dar um passo para trás. Então vamos relembrar o Funil de Vendas, pode ser?!

Funil de Vendas

Trabalhamos com as etapas do Funil de Vendas dentro do digital utilizando a técnica de Inbound Marketing. Com isso, planejamos estratégias e ações que atraem consumidores e geram interesse pela marca. Assim, separamos o funil em quatro partes: atração, conversão, venda e encantamento. Desta forma, dentro de cada etapa, criamos conteúdos específicos, que incentivam o cliente a caminhar pelo funil.

Veja que essa técnica é indispensável para tornar a sua marca importante para seus potenciais clientes. Ela também contribuir para a sua relevância por meio de contents de qualidade.

Funil de Vendas em Y

Com o Funil de Vendas em Y, nós continuamos trabalhando com o inbound marketing e as mesmas etapas do funil. Porém, acrescentamos uma ramificação, a outra mãozinha do Y: o outbound 2.0.

Neste processo, a empresa fica bem ativa no funil. Afinal, ela não só atrai, mas passa a captar potenciais clientes. Assim, o outro lado do Y vai ganhando forma e etapas diferentes:

Captação: O primeiro passo no Outbound 2.0 é buscar contatos quentes que tenham a ver com o seu PCI (perfil de cliente ideal). Então pense na combinação de BI + comercial + ferramentas digitais para encontrar seus clientes dos sonhos e você saberá exatamente do que estou falando.

Conexão: Depois que já temos os contatos, é hora de estabelecer uma ligação com eles – aqui vale de tudo. E-mails, ligações, redes sociais e por aí vai. Porém, é importante lembrar que nessa etapa você deve estar munido de técnicas de persuasão e gatilhos para dialogar e fazer com que o seu contatinho tenha uma queda por você e queira te conhecer melhor.

Qualificação: Rolou um affair? Então aproveite uma reunião para conhecer melhor o seu contato. Perceba o fit. Entenda se os seus produtos ou serviços se aplicam à ele. Assim, se o contato for qualificado, utilize as suas técnicas de vendas para fechar uma parceria de sucesso.

Onde entra o Y?

Como eu falei, o inbound é uma mãozinha e o outbound 2.0 é a outra. O corpinho é a conexão entre elas. Olha só:

Para essa metodologia funcionar, é preciso criar pontos de encontro entre as duas técnicas. Assim, você fará o seu lead caminhar entre as etapas. Por exemplo: você se conectou com o contato, mas o negócio não virou. Então, nesse caso, ele pode ser direcionado para a nutrição do inbound para continuar com a sua marca na cabeça até estar pronto para se transformar em um cliente.

Essa técnica de prospecção é eficaz tanto para o mercado B2B como B2C. Inclusive, aplicamos aqui na Prod e já estamos com ferramentas e processos bem estruturados e em funcionamento, trazendo novas oportunidades de negócio.

Então, como já temos experiência no assunto, acreditamos que você também pode conquistar bons resultados com essa metodologia. Vale reunir o comercial com o marketing e entender cada etapa do funil em Y para validar a sua operação. Você já sabe, né?! Se precisar de know how, tanto no inbound como no outbound, e de ferramentas que façam acontecer, é só acionar a Prod!