Aplicando o Lean UX no seu ambiente de trabalho

Aplicando o Lean UX no seu ambiente de trabalho

1920 1080 Leonardo Pereira

Você já esteve em alguma situação em que pensou “cara, isso precisava ser aprovado mais rapidamente” ou “esse projeto precisa estar rodando na próxima semana e ainda estamos em fase de testes”? Bom, então venho dar ótimas notícias: o Lean UX pode ajudar você nessa missão impossível. Vamos descobrir como?

O que é o Lean UX?

O Lean UX significa literalmente “UX magra”. Esse sentido parte da ideia de que essa é uma metodologia de trabalho “mais magra”, ou seja, com processos menores e mais fáceis de aplicar ao comparar com outras metodologias disponíveis. Isso porque seus processos não demandam tanto tempo dos envolvidos.

Ela surgiu para diminuir os ruídos na comunicação entre os desenvolvedores e os designers. Pois é muito comum em agências o seguinte cenário: o designer constrói todo o projeto sem trocar ideias sobre o funcionamento desse com o desenvolvedor. Então, há toda uma aprovação com o cliente, passando pelas fases anteriores de ideação e criação. Quando o projeto chega no desenvolvedor, há erros processuais ou ideias que não são possíveis de aplicar com as tecnologias disponíveis.

Esse gap pode gerar perdas de tempo e de dinheiro para a empresa, afinal, excesso de ajustes podem impactar diretamente no produto final. Aqui na Prod, nós seguimos os conceitos do Design Thinking e do Design Sprint, aliados com o Lean UX, mas é sempre bom ficar antenado nas novidades, aprender novos conceitos e construir ou adaptar uma metodologia que seja eficaz para a sua situação. Então, vamos entender como funciona o Lean UX?

Como funciona?

Seu funcionamento é simples e exige apenas a união de todos os times envolvidos nos processos (desde o Comercial, passando pela Criação e finalizando nos Dev’s). Podemos, por exemplo, ao invés de pensar durante horas para definir um fluxo de navegação de um site, podemos desenhar as ideias em um quadro branco, chamar os envolvidos e conversar sobre ele. O importante aqui é coletar o feedback de todos, pois é extremamente mais simples fazer alterações no projeto quando ele ainda está no “plano das ideias”.

O Lean UX é dividido em pequenos ciclos formados por “descobrir, definir, desenvolver, entregar”. “Descobrir” é o momento inicial para fazer a imersão no projeto, entender as necessidades dos usuários, analisar o mercado e os produtos similares. “Definir” é a fase em que os times refinam todas as informações que já foram coletadas e propõem alternativas para suprir as necessidades encontradas. Então, parte-se para a fase “Desenvolver” em que são coletadas as melhores ideias e coloca-se a mão na massa para que os protótipos ganhem vida. A última fase, “Entrega”, são os testes com os usuários finais do produto e isso é vital para colher os feedbacks deles para que seja gerada a última versão com ajustes refinados e alinhados com as expectativas. O legal é que, por ser uma dinâmica mais rápida, sobra tempo para mais uma rodada neste ciclo, afunilando ainda mais o projeto.

Dicas para aplicar o Lean UX no seu ambiente de trabalho

Bom, agora que você já entendeu o Lean UX, tenho certeza que você deve estar se perguntando “Léo, eu trabalho com Contabilidade, como essa metodologia pode me ajudar?”. Então, calma! Vou explicar com algumas dicas:

Faça a imersão: seja em qualquer área de trabalho, toda demanda exige imersão. Você precisa entender o que está sendo pedido e o que já foi feito por esse problema, seja internamente ou externamente. Compartilhe as dúvidas com seu time, mais cabeças pensam melhores que uma sozinha.

Pense sobre as soluções: ao compartilhar seu problema com o time inteiro, você conseguirá refletir a respeito das soluções indicadas. Você provavelmente conseguirá olhar a demanda de uma forma diferenciada.

Desenvolva a partir das ideias: tudo o que foi dito foram conceitos que estão no “mundo das ideias”. Bote a mão na massa e desenvolva sua demanda a partir das ideias. Ao enxergar o problema mais claramente, as respostas virão de maneira que vai soar intuição.

Teste!: aqui na Prod temos a filosofia de testar tudo o que será veiculado – de um site à uma campanha de Ads. Tudo precisa ser testado para ver se, de fato, dará certo. Caso não dê, volte do início e busque pessoas diferentes para compartilhar seu problema. Caso dê certo, tente achar brechas que possam levar a futuros erros.

Bom, o problema pode ser individual ou coletivo. Você pode chamar algumas pessoas ou um time inteiro! Depende da demanda e de quão complexa precisa ser a solução dela. Que tal experimentar? Conte pra gente o resultado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *