Motion Graphics: saiba o que é e como utilizar

Motion Graphics: saiba o que é e como utilizar

1920 1080 Jhone Lee

O Motion Graphics é uma das principais tendências em audiovisual da atualidade e vem ganhando destaque a cada ano. Ela explica com facilidade ideias e conceitos de pequenas e grandes empresas, dos mais diversos ramos. Afinal, o Motion Graphics gera grande impacto visual, independente da finalidade, e ainda transmite informações de maneira extremamente acessível.

Além disso, também representa uma opção mais vantajosa financeiramente. Isso porque produções filmadas em vídeo consomem alto budget ao utilizarem mais técnicas profissionais, encarecendo o projeto. Assim, ao optar pelo Motion Graphics, a empresa pode reduzir este gasto sem impactar na qualidade da entrega.

O que é Motion Graphics?

É uma técnica de design gráfico que mescla princípios de design, animação, vídeo e cinema. Desta forma, elementos como círculos, linhas, formas, textos, mapas, etc, movem-se na tela para contar uma história.

Essa técnica foi utilizada pela primeira vez no cinema pelo francês Georges Méliès (1861- 1938), que usava alguns artifícios conhecidos como stop motion. Mais tarde, essa técnica contribuiria para o surgimento do motion graphics. Hoje, ela está presente nas mais diversas áreas que trabalham com produção audiovisual, como cinema, publicidade e web design.

Vantagens do Motion Graphics

Entre as vantagens dessa técnica, pode-se destacar a possibilidade de fazer interfaces, banners e infográficos animados para sites. Até mesmo os “queridinhos” gifs que vemos com frequência nas redes sociais. Ou seja, pode-se considerar uma técnica indispensável para quem trabalha com marketing digital.

How to do Motion Graphics?

A técnica do Motion Graphics tem pontos essenciais para ser aplicada. Para te explicar melhor, vamos utilizar como base a forma como produzimos na Prod:

Alinhamento de Briefing: Após receber o job, é feita uma reunião com o cliente para conversarmos e alinharmos a essência do projeto.

Brainstorm: A equipe de projetos se reúne para um brainstorm. Assim, exploramos diversas ideias e sugestões para compor a identidade do projeto.

Storyline: É a hora de colocar todas as ideias no papel e lapidá-las. Aqui, nasce a história e o roteiro, responsáveis por nortear toda a produção.

Storyboard: A identidade do projeto começa a ganhar vida com o storyboard. Cores, elementos, fontes, ambientes e personagens são apresentados para o cliente. Assim, o cliente já consegue ter as primeiras impressões visuais do projeto e, caso necessário, os ajustes serão feitos antes de colocarmos a “mão na massa”.

Animação: É nessa hora que toda a magia acontece. Ou seja, as ferramentas de edição, como After Effects, Cinema 4D e Premiere, ajudam finalmente a dar vida e movimento à história.

Aprovação e apresentação interna: Após animado, o projeto passa por uma aprovação interna, onde nosso Diretor de Arte avalia todo o projeto.

Aprovação com o cliente: É nesta etapa que temos que encantar o cliente com o que desenvolvemos. E claro, fazer os ajustes solicitados para que o resultado final seja perfeito aos seus olhos. 

Com este fluxo bem desenhado e organizado, nós temos uma produção ágil e de qualidade. Desta forma, conseguimos atingir sempre um bom resultado.

Aposto que, agora que você conheceu mais sobre Motion Graphics, já começou a imaginar como utilizá-lo! Então, se precisar de uma ajuda técnica, é só contar com a gente!

Compartilhe nas redes sociais