PWA: tudo o que você precisa saber

PWA: tudo o que você precisa saber

1920 1080 Marcela Lisbôa

O Progressive Web Apps, mais conhecido como PWA, está mudando a forma como os usuários navegam.

Atualmente, as marcas podem oferecer duas formas de navegação: pelo site ou pelo aplicativo mobile. Mas é possível contar também com o PWA, que traz alguns dos benefícios dos apps para a praticidade de acesso dos sites.

O que é o PWA?

O PWA surgiu como uma alternativa para o universo mobile, que dominou o cotidiano. Apesar de o crescimento do uso de smartphones ter gerado uma onda de aplicativos, percebe-se que o investimento em apps nativos não converte tantos resultados. Isso acontece porque os apps mais utilizados são os sociais, bancários e de geolocalização. Então, os demais aplicativos, acabam tendo uso esporádico.

É por isso que o PWA pode ajudar no aumento de acessos e na retenção de usuários. Afinal, ele é um aplicativo web que utiliza as funcionalidades mais atuais dos navegadores na busca de uma experiência parecida com a dos apps.

Ele possui funcionalidades que, até então, só eram fornecidas por apps. Porém, suas funcionalidades são disponibilizadas progressivamente.

Características do PWA

O Google listou três características básicas do PWA: ser confiável, rápido e atraente.

  • Confiável: Com o pré-armazenamento do cache, possui um carregamento instantâneo. Assim, o usuário pode acessá-lo sem depender da rede.
  • Rápido: Oferece resposta rápida às interações e comandos do usuário. Além disso, tem animações leves e sem rolagem.
    O Google prevê que 53% dos usuários podem abandonar o site se ele levar mais de 3 segundos para carregar, por isso a rapidez do PWA é tão importante.
  • Atraente: Apresenta a aparência de um app natural, criando uma experiência imersiva. Além disso, são instaláveis e podem ficar na tela inicial do usuário, sem precisar de uma loja de apps. Inclusive, podem conter até push notifications.
    O usuário também pode definir a orientação da tela para carregá-lo, qual página abrir ao iniciar e até optar mostrar ou não o navegador.

Além dessas três características, podemos citar ainda que o PWA é responsivo, atual, seguro, envolvente e linkável.

Existe alguma desvantagem?

O PWA não consegue acessar todos os recursos de um smartphone, como bluetooth e NFC. Além disso, a Apple ainda não investiu como o Google, a Microsoft e o Mozilla em PWA e, portanto, o Safari não suporta algumas funções.

Para grandes marcas, também pode ser uma desvantagem o fato de não estar dentro de uma loja, como a Apple Store. Afinal, não haverá a possibilidade de ser encontrado aleatoriamente em uma busca entre os apps nativos. Apesar disso, vale ficar de olho no PWA como alternativa dentro do mercado digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *