cliente

É fundamental avaliar se a empresa está oferecendo serviços de qualidade e saber se as expectativas estão sendo atendidas.

5 erros cometidos no gerenciamento de clientes

0 0 Maisa Cavalcanti

O bom relacionamento com o cliente é a base para um negócio de sucesso. Assim, é fundamental avaliar se a empresa está oferecendo serviços de qualidade e saber se as expectativas estão sendo atendidas. Aliás, falamos no post anterior sobre os segredos de um bom relacionamento com o cliente e como manter uma relação mais próxima. Agora, vamos abordar 5 erros comuns na conversão de clientes e como evitá-los. Vamos a eles?

1. Desconhecer seus clientes e o que eles precisam

Não conhecer os clientes em todos os aspectos faz com que ofereça um serviço que talvez eles não estejam interessados. Para evitar que isso aconteça, existem ferramentas de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), questionários online ou a geolocalização para auxiliar a coleta e o gerenciamento dos dados. Porém, é preciso estar claro o perfil que quer atingir, pois assim fica mais fácil personalizar o que irá entregar.

2. Oferecer algo somente do interesse da empresa

Esse é bem comum entre as empresas que estão interessadas apenas em leads ou na venda, não em fidelizar. Oferecem produtos ou serviços teoricamente incríveis e com um preço atrativo simplesmente porque acham que os clientes irão gostar. Já viu isso por aí? Achar que os clientes desejam é bem diferente deles realmente quererem ou precisarem. Neste caso, o e-mail marketing irá te ajudar, pois você consegue descobrir o interesse do cliente com apenas alguns cliques e usar a informação para oferecer o que ele realmente necessita.

3. Não atender no prazo

Ninguém gosta de atrasos, certo? E muito menos os seus clientes! Desta forma, a desorganização pode ser um dos seus piores inimigos nessa hora. Quando a empresa se compromete a fazer um Webinar, um post no blog ou a divulgação de qualquer material em uma data, evite atrasos. Procure por ferramentas que ajudam a manter a agenda e a organização das tarefas sempre atualizadas. Elas serão importantes aliadas para que consiga atender a todos os prazos.

4. Esquecer o cliente

Como fazer para manter o contato com o cliente, para manter o interesse dele em você? Nesse ponto, a régua de relacionamento é muito útil. Nela, a empresa deve interagir com o cliente em cada etapa, oferecendo uma relação completa e personalizada. É necessário integrar os departamentos de marketing, vendas e atendimento para manter o contato contínuo, desde a prospecção até a fidelização. Quem aparece, sempre será lembrado! Aqui o CRM também é um grande aliado, além das ferramentas de automação de marketing.

5. Não fazer pós-venda

O pós-venda deveria ser essencial, mas muitas empresas não se preocupam em saber como foi a experiência de compra do cliente. Procure saber se o que ofereceu está de acordo com o que ele queria ou mesmo se ele voltaria a fazer negócio com você. Dedique um certo esforço para essa fase, pois é nessa fase que encontrará possíveis erros e muitas chances de melhorar as estratégias futuras. Se quiser algo mais amplo, faça uma pesquisa de satisfação online. Hoje há vários softwares gratuitos que possibilitam isso.

Percebeu como ações simples podem evitar uma grande dor de cabeça? Entenda a importância de estudar o cliente, de zelar pelo atendimento e planejar bem as ações e prazos. Evite esses erros que podem fazer o cliente perder a confiança no seu trabalho ou então você correrá o risco de perdê-lo para sempre.

Os clientes são os parceiros e a alma do negócio

Os segredos de um bom relacionamento com o cliente

1920 1080 Maisa Cavalcanti

As empresas estão cada vez mais preocupadas em manter um bom relacionamento com os clientes. Afinal, eles são os parceiros e a alma do negócio! Só que nem sempre é uma tarefa fácil, não é mesmo? Para isso, existem técnicas e ferramentas que podem auxiliar no processo, onde o foco não é apenas atender às expectativas, mas gerar uma ligação única e contínua. Vamos conhecê-las?

A proximidade gera confiança no relacionamento

É importante criar uma proximidade com o cliente, transformando-o em um verdadeiro parceiro. A empresa deve entender bem o processo de atendimento. Então, não pode pensar apenas em realizar a venda e sim em iniciar um contato mais humano. Escute, atenda aos pedidos e expectativas para gerar mais confiança. Nesse ponto, o marketing de relacionamento é indispensável! Se ele estiver satisfeito com o seu trabalho, vai te indicar para outras pessoas. Será a sua publicidade gratuita e isso é muito interessante para os seus negócios.

Timing é tudo!

Quem nunca ouviu os parceiros falarem que querem um trabalho entregue com qualidade e da forma mais rápida possível? Com os avanços tecnológicos, existem muitas ferramentas que aceleram os processos. Além de fazerem a mensagem chegar de forma mais ágil à sua persona. Algumas delas são: e-mail marketing, régua de relacionamento e as redes sociais. Os usuários e possíveis clientes são heavy users dessas redes. Então as empresas têm que acompanhar de perto o que eles fazem e querem, para atingi-los com eficiência.

Supere expectativas e fidelize o cliente!

Para fidelizar o cliente, é preciso pensar fora da caixa, buscar encantá-lo! É preciso conhecê-lo muito bem para conseguir oferecer um produto/serviço personalizado. Transmita segurança dos seus conhecimentos e uma capacidade incrível de solucionar problemas. Invista em CRM, pesquisa de opinião e planejamento. Dessa forma, ele vai entender a sua real importância e irá estabelecer uma parceria cheia de benefícios para os dois lados.

No cenário atual, investir em um relacionamento poderoso é a chave do sucesso! Segundo Kotler, conhecido como guru do Marketing, “Em um mundo altamente tecnológico, as pessoas anseiam por um envolvimento profundo. Quanto mais sociais somos, mais queremos coisas feitas sob medida para nós”.

Viu como é importante se aproximar de uma forma mais humana dos clientes?

A Persona é a idealização do seu cliente ideal

Entenda a importância da Persona no Marketing

1920 1080 Amanda Colosimo

Você obviamente já sabe que precisa definir um plano e o seu público-alvo antes de qualquer coisa na vida! Mas, como fazer isso de uma forma eficaz, encaixando todas as variáveis do mercado e visualizando todas as oportunidades da marca? É aí que entra o estudo de persona. Vamos lá!

O que é Persona?

A Persona é a idealização do seu cliente ideal. Bem mais específica que o conceito de público-alvo, ela nos dá informações mais precisas sobre o seu Buyer Personas, o que, para uma jornada de marketing ou para marketing de conteúdo, é muito importante. Resumindo: o cliente ideal e sua dor.

Pra quê ela serve?

Ela é uma estratégia de marketing semificcional. Antes de lançar o produto no mercado, você precisa entender as necessidades do futuro consumidor para gerar um produto ou serviço que tenha algum valor para ele, além de entender como atraí-lo. Afinal, é disso que você precisa para vender!

A Persona na comunicação

Agora, pensa comigo: se você entendeu a cabeça do seu consumidor, você sabe como conversar com ele, certo? Ok, não é tão simples assim, mas é um ótimo começo. Existem profissionais especializados que sabem como e onde o seu cliente está, influenciando maravilhosamente o relacionamento com ele.

Para isso, é preciso ter em mente: nome fictício dessa persona, sexo, idade, cargo ou ocupação, ramo de atividade, nível de escolaridade, meios de comunicação utilizados por ela, objetivos e desafios dela. Essas informações são recolhidas e analisadas por meio de pesquisas (entrevistas ou questionários).

Mas onde é que eu vou usá-la, afinal?

Ela influencia na forma que você escreve nas redes sociais, no seu site ou, até mesmo, nos e-mails. Se ela prefere uma linguagem mais séria, dê isso a ela! Se ela prefere algo mais descontraído, seja aquele melhor amigo, por exemplo.

Atua diretamente no posicionamento de mercado. Sabe o que isso quer dizer? Onde e quando a marca deve estar: redes sociais, e-mail, eventos e outros.

Essa é uma maneira de traçar corretamente seu cliente ideal, porém existem técnicas para construir sua persona e ainda existem vários tipos de personas para os produtos e serviços de uma mesma empresa. Mas, de fato, é essencial. Pense nisso! 😉